São Bernardo do Campo: Primeiro contrato do Minha Casa, Minha Vida é assinado

março 27, 2014

Fonte: Prefeitura de São Bernando do Campo

O prefeito de São Bernardo do Campo assinou na noite desta terça-feira (25) o primeiro contrato do Programa Minha Casa, Minha Vida/Entidades do município, que irá construir 800 unidades habitacionais no Bairro Cooperativa. Ao todo serão investidos R$ 76,8 milhões, entre recursos federais e estaduais.

O empreendimento organizado pelo Centro de Formação Popular “Frei Betto” foi selecionado por meio da Portaria 37, de 24 de janeiro de 2013, do Ministério das Cidades. As moradias vão atender prioritariamente associados há mais de seis meses ao Centro de Formação Popular e, do total de unidades, 120 serão destinadas aos servidores, que devem estar sindicalizados há pelo menos seis meses junto ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Bernardo do Campo (Sindserv).

Além do Centro de Formação Popular, o empreendimento é viabilizado pela Caixa Econômica Federal, gestora do Programa Minha, Casa Minha Vida, a Agência Casa Paulista, do governo do Estado de São Paulo, que aporta recursos complementares de até R$ 20 mil por unidade habitacional, e a Prefeitura de São Bernardo, que é responsável pela execução de infraestrutura externa e apoia a organização da demanda nos termos do programa.

“Estamos iniciando o atendimento a um número importante de servidores, e tenho só a agradecer a cada um de vocês aqui presentes por sua organização e luta. Não há nada mais importante do que a possibilidade de oferecer moradia digna às famílias. E temos que reconhecer o trabalho e esforço de todos que viabilizaram esse processo, declarou o prefeito.

Eduardo Cardoso, coordenador do Centro de Formação Popular “Frei Betto” e coordenador nacional da Central de Movimentos Populares, elogiou o apoio da administração e a política habitacional da cidade. “O prefeito é uma pessoa sensível à questão habitacional, tanto que São Bernardo é uma das cidades que mais entrega moradia em todo o País. Esse contrato assinado hoje é um marco para as entidades de luta pela moradia e para a cidade.”

A secretária de Habitação declarou que o contrato é mais um passo importante para as políticas habitacionais na cidade, e que só foi possível pela luta e organização das entidades. “Tenho a agradecer a Eduardo Cardoso, no qual cumprimento todas as entidades pela viabilização desse empreendimento. É com muito orgulho que iremos assinar esse contrato, que vai realizar o sonho da casa própria para 800 famílias.”

O empreendimento será erguido no Bairro Cooperativa e está organizado em dois condomínios de apartamentos: o Frei Betto, com 300 unidades, e o Nelson Mandela, com 500. Ao todo serão oito edifícios com 100 apartamentos cada e dois elevadores por torre.

O Minha Casa, Minha Vida/Entidades, criado pela Lei 11.977, de 7 de julho de 2009, tem por objetivo tornar acessível moradia a famílias com renda mensal de até R$ 1.600,00, organizadas em cooperativas habitacionais ou mistas, associações e demais entidades privadas sem fins lucrativos, visando a produção, aquisição e requalificação de imóveis urbanos.



Novas Notícias em São Bernardo do Campo



  • Nova sinalização aumenta segurança em cruzamento no Alvarenga

    Com o objetivo de aumentar a segurança de motoristas e pedestres, a Prefeitura de São Bernardo do Campo, por meio da Secretaria de Transportes e Vias Públicas, revitalizou a sinalização viária no cruzamento da Estrada do Poney Club com a

  • São Bernardo promove capacitação sobre gênero, identidade e diversidade

    O Grupo Intersecretarial de Políticas Afirmativas da Prefeitura de São Bernardo do Campo promove capacitação sobre "gênero, identidade e diversidade" para servidores municipais e sociedade civil. O objetivo das oficinas é oferecer sensibilização e capacitação sobre a desconstrução do preconceito

  • CAPS Infantil de SBC promove sarau com pacientes

    O Centro de Atenção Pscicossocial (CAPS) Infantil de São Bernardo do Campo realizou, nesta terça-feira (21), sarau com a participação de crianças e adolescentes que são atendidos na unidade. Além da exposição de trabalhos desenvolvidos pelos pacientes durante os projetos

  • Guarda Ambiental é responsável pela soltura de mais de mil aves em 2014

    São Bernardo do Campo tem desenvolvido intenso trabalho de fiscalização para combater o aprisionamento e o tráfico de animais silvestres. De janeiro até outubro deste ano, foram recuperadas 1.119 aves silvestres que estavam mantidas em cativeiro em diversos pontos da

Comentários estão encerrados.

Next post: