Campos dos Goytacazes: Cavalhada e Mana Chica: patrimônios imateriais da cidade

janeiro 18, 2012

Fonte: Prefeitura de Campos dos Goytacazes

A Cavalhada de Santo Amaro e a Mana Chica do Caboio, importantes instâncias culturais de Campos, são patrimônios de grande expressão histórica, devidamente registradas no Livro de Tombos “online”, conforme publicação da resolução de 27 de dezembro de 2011, do presidente do Conselho de Preservação do Patrimônio Municipal (Coppam), Orávio de Campos, que também é secretário de Cultura.

- Junto com estas manifestações foram registradas também, como patrimônio imaterial, outras peças de raiz, como o Jongo, Bois Pintadinhos, Quadrilha da Roça, Folias de Reis, Lenda do Ururau da Lapa, Samba de Terreiro e o doce chuvisco, como parte do projeto de preservação e valorização da cultura da cidade, tão rica em tradições oriundas do ciclo do açúcar – ressalta Orávio.

Na lista constam ainda, entidades promotoras de cultura, como as Academias Campista de Letras e Pedralva Letras e Artes, todas as sociedades musicais, as Lojas Maçônicas, Núcleo de Artes e Cultura, Orfeão de Santa Cecília, Boa Noite Amor, Clube do Choro e Cia, Centro Cultura Musical de Campos e Associação Regional de Teatro (ARTA).

- Das escolas de samba, apenas duas foram listadas: A União da Esperança, de Custodópolis, e a Mocidade Louca, do Bairro do Morrinho, além do Jongo de Noinha, por suas características de raiz, oriundas das relações sócio-religiosas afro-brasileiras – destaca o presidente do Coppam. Segundo ele, o inventário vai indicar outras manifestações e entidades igualmente importantes.
 
Sobre o caso específico da Cavalhada, Orávio ressalta que, apesar da universalidade da manifestação, cabe ao Município o registro como patrimônio histórico, o mesmo acontecendo com a Mana Chica, registrada no livro “Planície do Solar e da Senzala”, de Alberto Lamego; e no Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo.
   
Outro ato do Coppam foi o registro do patrimônio material da cidade, representado pelas suas estátuas, bustos, monumentos, placas comemorativas e efígies. “E, para cumprir o que estabelece o Plano Diretor, estão sendo inventariados os prédios do centro histórico, também para serem tombados, já que alguns são apenas protegidos pela legislação em vigor”, informa o presidente do Coppam.

Postado por: Lara Abreu – 18/01/2012 15:30:00

Últimas Notícias…



Veja também em Campos dos Goytacazes



  • Cepop: serviços de saúde no aniversário da cidade

    A população vai contar com diversos serviços da Secretaria de Saúde durante a programação do aniversário de 179 anos da elevação da Vila de São Salvador à categoria de cidade de Campos dos Goytacazes. O evento acontece nesta sexta-feira (28),

  • Prefeitura convoca mais 123 profissionais da saúde nesta quarta

    A Prefeitura de Campos publica na edição desta quarta-feira (26), no Diário Oficial do município, a convocação de mais 123 profissionais para a área da saúde aprovados no concurso público realizado em maio e junho de 2012. São 65 técnicos

  • Rosinha antecipa pagamento dos servidores: R$ 59,8 milhões

    A prefeita Rosinha Garotinho vai antecipar o pagamento dos servidores municipais para os dias 25, 26 e 27 deste mês dentro das comemorações pelo aniversário de 179 anos da cidade, comemorado no dia 28 de março, ponto facultativo no município.

  • Concurso público para a área de saúde com inscrições abertas

    A Prefeitura de Campos abriu nesta terça-feira (25) inscrições do concurso público da área de saúde, para preencher 194 vagas de níveis médio e superior, 124 para agente de saúde bucal, sendo 12 para deficientes; e 70 direcionadas a médicos,

Últimos termos buscados:

  • bens materiais imateriais e naturais do patrimonio histórico de campos dos goytacazes
  • chuvisco patrimonio imaterial

Comentários estão encerrados.

Next post: