Campos dos Goytacazes: Braulio Fernandes surpreende com tema sobre ficção científica

novembro 23, 2012

Fonte: Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Uma palestra surpreendente, assim pode ser definida a mesa com o escritor e letrista Braulio Tavares, parceiro de Lenine, que falou no Botequim Literário no primeiro dia da 7ª Bienal do Livro de Campos, que prossegue até o dia 2 de dezembro no Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop). O que era para ser uma simples mesa sobre ficção científica, se tornou um espaço de debate sobre, além de literatura, cinema, música e até futebol.

Braulio Tavares, intermediado pelo professor Gustavo Landim Soffiati, abordou o tema Antropofagia, incentivado pela passagem dos 90 anos da Semana de Arte Moderna, que também será um dos temas abordados na bienal. O escritor afirmou: “Não podemos fechar os nossos olhos e ouvidos ao que vêm de fora. Temos de reinventar nossos próprios formatos”, disse Braulio Tavares em defesa da Antropofagia.

- A finalidade da literatura de ficção científica é questionar o futuro. No momento que ela está sendo lida pela primeira vez não se sabia o que ia acontecer. Muito do que foi previsto não aconteceu – disse Braulio. O mediador Gustavo Landim Soffiati lembrou que Monteiro Lobato previu que os Estados Unidos teriam um presidente negro. No final, Braulio, que é autor da apresentação do livro “O fole roncou”, sugeriu a leitura do conto “Veneza Submersa”.

Postado por: Liliane barreto – 23/11/2012 23:15:00

Últimas Notícias…



Outras em Campos dos Goytacazes



  • Polícia Civil de Santa Catarina indicia 80 pessoas por ataques

    A Polícia Civil de Santa Catarina entregou hoje (23) à Justiça o inquérito de investigação da mais recente série de atentados ocorridos no estado, iniciados em 26 de setembro. Ao todo, foram indiciadas 80 pessoas, além de 15 a 20

  • Comissão da Verdade reconhece violência da ditadura contra povos indígenas

    Uma audiência pública da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo, com apoio do serviço SOS Racismo da Assembleia Legislativa paulista (Alesp), discutiu hoje (23) as violações sofridas por povos indígenas durante a ditadura militar. A sessão foi acompanhada

  • Governo discute criar metas intermediárias para o Ideb

    A secretária da Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Maria Beatriz Luce, diz que o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) discutem mais metas intermediárias para o Índice de Desenvolvimento da Educação

  • Canto Norte da Praia Brava tem nova iluminação

    Frequentar o Canto Norte da Praia Brava ficou mais seguro. Foram instalados 28 postes com luminárias de led mais potentes e econômicas no local. Para iluminar a via, foram instaladas lâmpadas de 233 watts, e para iluminar o passeio

Comentários estão encerrados.

Next post: