Belo Horizonte: Música clássica une crianças e adolescentes de Venda Nova

junho 4, 2012

Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte

Venda Nova conta com uma orquestra sinfônica formada por crianças e adolescentes carentes da região, graças ao pioneirismo do maestro José Alarico Elias Gonçalves, mais conhecido como professor Alarico. A orquestra, que já existe há 10 anos, é um dos projetos da Orquestra Escola Criarte, organização não governamental localizada na rua Marechal Falconiere, 483, bairro Jardim Europa, e oferece a crianças, jovens e adultos aulas de musicalização, domínio de instrumentos musicais como violino, flauta, violoncelo e violão,e prática de orquestra.

Além do projeto musical, a ONG oferece cursos de artesanato e culinária básica, atendimentos de psicologia e fonoaudiologia e orientação jurídica, todos realizados por professores voluntários. A Orquestra Escola Criarte possui 170 alunos que freqüentam as aulas nas diversas modalidades da música, durante a semana em três turnos. Aos sábados, os cursos de música são realizados na Escola Municipal Geraldo Teixeira da Costa, das 9h às 14h30.

Ensino de Musica clássica na periferia

Aproximadamente 120 crianças e adolescentes participam diariamente das atividades da ONG Orquestra Escola Criarte. Para os pais é uma tranqüilidade ter onde deixar os filhos para algumas horas de um aprendizado cultural de nível acadêmico. A dona de casa Ionara Sathler Andrade, mãe da aluna Camila Sathler, de 9 anos, explica que, a principio, trouxe a filha para ela não ficar ociosa e acabou percebendo que a ONG trouxe outros benefícios. “Eu tinha medo da influência da televisão com relação à sexualidade, pois em todos os horários há programas inadequados para uma menina da idade dela, cujo caráter está se formando. Ela precisava de um lugar como este, que dá limites, com educação e disciplina. Com o tempo, vi que o mais importante é a educação musical que ela adquire aqui”, concluiu. Camila toca violino e flauta doce e está há um ano na orquestra.

Igor Campos Alves, de 10 anos, também integrante da orquestra, estuda flauta doce e violino há um ano e meio e já faz planos de gente grande. “Meu objetivo é aprender música e ser músico quando eu crescer. Pretendo ajudar o Alarico a manter a ONG. A importância deste projeto é que ele tira várias crianças da rua para tornarem-se profissionais da música, em vez de mexer com drogas. Aqui temos muito o que fazer, lá na rua não”, completou o garoto.

Outra criança que leva a música a sério é Emily Stefany dos Santos, de 12 anos, moradora do bairro Nova América. Na ONG, Emily estuda violino, flauta doce e teoria musical e ainda divide seu tempo entre a escola regular e a ajuda à mãe nas tarefas domésticas. “Eu gosto muito de aprender música aqui. Comecei na Colônia de Férias e achei interessante. Eu tenho um objetivo na vida que é ser uma profissional da música. Se você observar bem, há sempre uma música em seu ouvido”, explicou.

A dona de casa Adriene Policarpo, mãe de Amanda, Lucas e André, todos alunos da instituição, diz que a ONG é uma benção para a região. “É muito bom que meus filhos estejam aprendendo música clássica, algo que eu nunca teria condição de pagar. A ONG Orquestra Escola Criarte veio como uma bênção para esta região, pois trouxe uma educação muito boa e com disciplina. Minha filha de 12 anos já toca três instrumentos e tem menos de dois anos que ela frequenta essas aulas. Isto é bom agora e para o futuro deles”, elogiou.

Pioneirismo

O maestro José Alarico é o fundador e presidente da ONG Orquestra Escola Criarte. Antes de formar-se músico, em 2006, José Alarico ganhava a vida como pedreiro. Segundo ele, a instituição utiliza a música para formar cidadãos e transformar vidas. “Sempre gostei de desenvolver trabalho social, desde que comecei com a música em 1985. A intenção é usar a Orquestra Escola Criarte como uma ferramenta de transformação de vidas e formação de cidadãos, porque é triste ver nas manchetes de jornais, meninos e meninas morrendo tão cedo. Investimos no projeto muito mais do que os recursos que temos em mãos. Gostaria que outras pessoas ajudassem a construir este sonho, que é um trabalho de elite em uma periferia de Belo Horizonte”, concluiu.

Inscrições abertas

Aos sábados, a Orquestra Escola Criarte promove cursos de musicalização, domínio de instrumentos musicais e prática de orquestra no Geteco (rua Marcio Lima Paixão, 8, bairro Rio Branco). As inscrições para o segundo semestre podem ser feitas na escola, aos sábados, das 9h às 12h, ou na sede da ONG, durante a semana. A Orquestra Escola Criarte atende a convites para realização de consertos em órgãos públicos e, entre as datas agendadas, se apresenta no dia 9 de junho na Escola Municipal Antônia Ferreira, no dia 22 de junho no festival de poesia da Escola Municipal Professor Tabajara Pedroso e no dia 30 de junho, no recital musical de alunos do Geteco.
 



Outras em Belo Horizonte



Últimos termos buscados:

  • Pesquisar cursos na ong de venda nova

Comentários estão encerrados.

Next post: